segunda-feira, 25 de maio de 2009

Trampolim

(Foto A. Brito)

Em cima da casa
os braços abertos
são asas

O salto,
pra onde?

Não sei...

É como um tiro
no escuro,
a cara de frente
para o mundo

quando o que
eu mais queria

era me esconder!

Malu Sant’Anna

5 comentários:

Joseph Dalmo disse...

e quando você quis se esconder era tarde...Eu lhe achei.

Beijos, beijos
Dalmo

Cel Bentin disse...

já ouviu a cañção TRAMPOLIM do CD de mesmo nome, da Monica Salmaso? Ouça, ouvi enquanto lia o seu salto. bjo, Cel

Lena Casas Novas disse...

Muitas poesias sensuais também!
Obrigada pelo comentário no "Falopios" muitos beijinhos

Miss T disse...

Minha melhor amiga, meu amor, querida!!!!!! Nossa me perderia em adjetivos aqui pra dizer o quanto és importante na minha vida e em como sinto saudades de ti!! Uma mulher cheia de vida é o que tu és, e cheia de amor que agora transborda mais que nunca.
Beijoooooo!!!!!!!!

Thaís disse...

Malu!!! Teu nome já mostrava tua força!!! Parabéns! Que saudade!